terça-feira, 27 de abril de 2010

É já no próximo Fim de Semana - XI FITAs

Terá lugar no próximo dia 30 de Abril e 1 de Maio, o XI FITAs - Festival Internacional de Tunas Académicas organizado pela Tuna Académica Masculina do Instituto Politécnico de Castelo Branco - Castra Leuca. A Desertuna está convidada e anseia orgulhosamente participar num festival de Tunas da "nossa" Beira Interior, o que já não acontecia faz algum tempo.
Abaixo, o cartaz e o programa:


Programa:

30 de Abril - SEXTA-FEIRA

»22h Serenatas na escadaria da Câmara Municipal e Actuação de Tunas Femininas

»02h00 Discoteca

1 de Maio - SÁBADO

»16h Passa-Calles nas Docas

»21h30 FITAs 2010 no Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco

»02h00 Discoteca

TUNAS A CONCURSO:

- Tuna de Medicina de Coimbra
- Carpetuna (Tuna Masculina Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova)
- Desertuna (Tuna Académica da Universidade da Beira Interior)
- Tuna Universitária de Plasencia (Espanha)
- Imperial Neptuna (Figueira da Foz)

TUNAS EXTRA-CONCURSO:

- Castra Leuca (Tuna Académica Masculina do IPCB)
- TAFIPCB (Tuna Académica Feminina do IPCB)
- Adufotuna (Tuna Feminina Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova)
- Moçoilas (Tuna Feminina da Universidade da Beira Interior)

P.S. - Em jeito de estágio, ouvi dizer por aí que hj há grade no buff's... :D

Saudações tunantes

quarta-feira, 14 de abril de 2010








VIII Festubi – Festival de Tunas da UBI

Decorreu durante os dias 9, 10 e 11 de Abril o VIII Festubi – Festival de Tunas da Universidade da Beira Interior, que este ano contou com a presença da Copituna d’Oppidana, Infantuna, Hinoportuna, TAFEP, TransmonTuna e organização da Desertuna – Tuna Académica da UBI.
O Festival começou Sexta-feira com a noite de serenatas, no Teatro-Cine. Era o inicio de um magnifico fim-de-semana. As tunas foram-se apresentando ao público, dando um cheirinho do que se iria passar no dia seguinte.
A noite prosseguiu no Buffalu’s Bar, bar que a Desertuna apadrinha. A festa durou até de manhã, onde a música, as belas donzelas, muitos amigos e a cerveja não faltaram.
Já alto ia o sol, quando se deu o almoço das tunas no sábado. Era o ganhar de forças para um longo dia. À tarde houve o tradicional Passa-Calles pelas ruas e bares do centro histórico da Covilhã. Muita música, convívio e diversão numa tarde onde as capas negras faziam transpirar qualquer um. Nada que um tuno não esteja bem habituado.
À noite o momento alto…pelas 22h00 subia ao histórico palco do Teatro-Cine da Covilhã os padrinhos da tuna anfitriã – Copituna d’Oppidana - com uma actuação muito animada que cativou as palmas dos presentes.
A primeira tuna a concurso foi a Infantuna – Cidade de Viseu. Com cerca de 25 elementos em palco, destacaram-se pelos seus arranjos vocais e muita qualidade musical. Uma qualidade que só mesmo com muitos anos de palco se adquire.
Seguiu-se a TAFEP, com cerca de 40 elementos em palco, tiveram uma grande interacção com o público, onde os pandeiretas e estandartes se destacaram.
A terceira Tuna a subir a palco foi a TransmonTuna – com cerca de 35 elementos, abriram com um instrumental dedicado aos seus irmãos Tunídeos. A destacar o magnífico desempenho do seu solista que levantou a plateia e ainda a estreia de uma música nova - “Entre os montes” - que dedicaram há tuna da casa, pela semelhança entre as cidades da Covilhã e Vila Real e pela forma de viver e estar das duas tunas.
Por último actuou a Hinoportuna – com cerca de 30 elementos, destacando-se pela sua entrada em palco com os bombos tradicionais de Viana do Castelo e pela qualidade instrumental e vocal do seu espectáculo.
Para acabar a noite subiu a palco a tuna organizadora – Desertuna. Com cerca de 50 elementos em palco, brindaram o público com o seu reportório habitual – “Toninho”,”Covilhã” e a irreverente “Odisseia”.
Um magnífico público acompanhou todas as actuações aplaudindo fervorosamente aqueles que pisaram o palco do Teatro-Cine. Por fim os prémios foram assim atribuídos:


Melhor Serenata – TAFEP
Melhor Passa-Calles“Prémio Fundação Inatel”– TransmonTuna
Tuno mais Toninho – Santo da Transmontuna
Melhor Pandeireta – TAFEP
Melhor Porta-Estandarte – Hinoportuna
Melhor Solista – TransmonTuna
Melhor instrumental – Hinoportuna
Tuna mais Tuna – TAFEP
Melhor Tuna – TAFEP


Ainda houve tempo para a Desertuna prestar a sua homenagem ao Teatro-Cine, palco das últimas 7 edições do FESTUBI e que no fim do ano vai encerrar para remodelações.
O fim desta grandiosa festa culminou no pavilhão da Anil, na semana académica da Covilhã.

O último dia foi dedicado ao convívio e ao recuperar de forças num almoço-convívio onde o vinho, a cerveja e a bifana foram os reis.

A Desertuna agradece a todos aqueles que fizeram possível mais um FESTUBI, entidades constitucionais, patrocinadores locais e nacionais, “en”guias, ao Pedro Mouga e ao Fernando e restante equipa de som e luz.
Agradecemos também ao Pedro Neves e às tunas presentes, que dignificaram o FESTUBI com os seus magníficos espectáculos, e que proporcionaram um grande convívio e boémia durante estes 3 dias.

A todos um sincero OBRIGADO!

Luís "Ovelhinha" Tavares

terça-feira, 13 de abril de 2010

Está oficialmente encerrado... Mas foi qualquer coisa....

O VIII Festubi chegou ao fim, dando a oportunidade a muitos de dormir um sono relaxado ao fim de vários dias de trabalho árduo :P mas também deixando já muito sentimento de saudade e pesar por ter de se esperar mais um ano... Foi um fim de semana, modestia à parte, excelente. O São Pedro desta vez achou que já merecíamos um ar de graça de Primavera e as tunas que visitaram a Covilhã não fizeram cerimónia.. Resultado: Boa diposição e muito Espírito Académico ofercidos à nossa Cidade Neve.
Só para avisar que, ao contrário do que muita gente pensa, o encerramento oficial só aconteceu nos Leões da Floresta no domingo, ja perto das 7 da tarde, num abate holocaustico de minis, com um breve discurso de encerramento do Pai Sousa e com umas flexões do magister... (A cerveja pesa que é uma coisa parva...)
Em breve há-de surgir uma notícia mais detalhada , com o balanço dos três dias deste evento que é tão importante para nós e felizmente para cada vez mais pessoas ano após ano... Para finalizar gostava de postar os resultados.
Foi em jeito de despedida que um Teatro-Cine à pinha aplaudiu:

Melhor Tuna - TAFEP
Tuna+Tuna - TAFEP
Melhor Instrumental - Hinoportuna
Melhor Solista - Transmontuna
Melhor Pandeireta - TAFEP
Melhor Estandarte - Hinoportuna
Passa-Calles - Transmontuna
Tuno+Toninho - Santo da Transmontuna
Melhor Serenata - TAFEP

sábado, 10 de abril de 2010

VIII FESTUBI - Relembrando a programação

Para os mais distraídos...

Saudações tunantes

Os Bitaites da Milou

Uma chamada de atenção ao mundo tunante de hoje!

"Ser-se Tuno está na esfera da própria personalidade. É-se Tuno, não se pertence a uma Tuna. Infelizmente, cada vez mais se vê muitos a pertencerem a uma Tuna e a não serem verdadeiramente Tunos.

Uma crise de valores essenciais e fundamentais, sem precedentes históricos, inunda hoje o mundo tunante português, submergindo o que de mais importante o mesmo contêm desde sempre. Vivem-se tempos sombrios de obscuridade, de oportunismo circense, de selvajaria estética desprovida dos tais valores que distinguem - e distinguiram - desde sempre a Tuna de um qualquer grupo similar seja ele composto por quem for. Uma imensa noite escura. Já não há espontaneidade, essa morreu. Tudo é pré-pensado. Foi decretada a morte in extremis desses valores por força de uma "lógica de mercado" que obriga esses néscios oportunistas à procura única de uma volátil quão inóqua pretensa superioridade sobre os demais, esquecendo-se completamente que os demais somos todos nós, os que já foram Tunos a sério e os que hoje ainda o são. Na procura desenfreada da diferença pela diferença quase que não se vê a Tuna em lado algum, sendo que se vê alguma outra coisa em muitos lados supostamente de e para Tunas.

Já não se toca pelo prazer de tocar, a uma janela, numa tasca ou numa qualquer rua, para antes se preparar subterfúgios cénicos de toda a índole e espécie que visam apenas pretender uma superioridade momentânea naquilo a que um catedrático universitário chamou um dia de "convenções masturbatórias chamadas de festivais", com o único objectivo de procurar ficar acima dos restantes, comprovando com tal que o que os move não é o ser Tuno mas antes o querer ser mais do que o Tuno do lado, ser melhor. A procura do ser-se melhor do que os outros é nestes tempos o principal e único desígnio daqueles que fazem os mais absurdos disparates para enganar tudo e todos, descaracterizando o essencial. Nas ruas, à noitinha, faz tempo que não vejo tunas.
(...)" Dantas

Texto integral em:
manifestoantiimunodeficienciatunante.blogspot.com

Bitaite da semana:
"É sem dúvida mais fácil enganar uma multidão que um só homem" Heródoto

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Actuação na Semana Académica 2010

Mais uma vez neste passado dia 7 de Abril de 2010 a Desertuna teve a honra de participar na Semana Académica.

Apesar de uma semana bastante trabalhosa e agitada na organização do VIII Festubi, não faltou boa disposição e energia para animar todos os Ubianos. Numa noite, em que primeiro actuou C’A Tuna Aos Saltos, seguida dos nossos afilhados Tuna-Mus, posteriormente a Desertuna, em penúltimo as Moçoilas, e por fim a Já b`UBI & Tokuskopus, como já é regra nas festas da nossa academia.

Numa noite de muita animação, até elementos da Copituna d'Oppidana, Padrinhos da Desertuna, actuaram. Como momento alto desta relação de amizade que une estas duas tunas, foi cantada a famosa “Menina Caloira”, pelos elementos presentes das duas tunas.


Parabéns à organização por ter levado mais uma vez a Semana Académica ao Pavilhão da ANIL, e um obrigado muito especial a todos os que nos apoiam.


Saudações Académicas.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Um Funeral à Chuva


um Filme de Telmo Martins

A Associação Cultural Desertuna e Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior Apoiam este Filme.

domingo, 4 de abril de 2010

O Estudantino da TAISEL

Dia 26 de Março (Sexta feira), pelas duas horas da tarde a Desertuna iniciou mais uma Odisseia, desta vez por terras de Lisboa a propósito do VIII Estudantino - Certame Internacional de Tunas Universitárias de Lisboa. Chegado ao ISEL preparou-se bem o estômago para a noite de folia e convívio que se adivinhava no Parque das Nações no antigo bar Real República de Coimbra. Também nesse mesmo bar se actuou e estavam a concurso os prémios de Tuna + Real e o de Tuna + Bebedoura, ambos foram disputados com muitos sorrisos e “pequenas” loucuras.
No dia seguinte, ao fim de uma noite mais ou menos descansada no Hostel Unreal dirigimo-nos ao almoço que neste caso teve de ser rápido para dar inicio ao Passa-Calles que começou na Sociedade Musical de 3 de Agosto de 1885 em Marvila e acabou na Poço de Bispo na sede do Clube Oriental de Lisboa. Foi aqui que se aproveitou para refrescar a garganta e para tirar uma foto de grupo, depois de se ter feito uma serenata às donzelas que lá estavam presentes.
Sempre a correr, foi altura de ir jantar novamente à cantina do ISEL e seguir para a Aula Magna de Lisboa. A actuação correu muito bem acabando com o público a aplaudir de pé a prestação da Desertuna em palco.



Depois da entrega dos prémios era tempo de ir comemorar para a discoteca LOFT. Mas o pessoal desapercebeu-se da hora, e acabou por não ir para a discoteca, ficando assim a festejar na Aula Magna, até que veio o autocarro e foi então que, a caminho das residências, este se transformou no afamado “Disco Bus” que não mais parou de bombar!
Apesar de o festival acabar oficialmente por aqui, no domingo já tivemos tempo para dormir e descansar mais um pouco seguido de um almoço no centro comercial Vasco da Gama. Depois do almoço seguimos viagem de regresso á Covilhã.
Foi mais um fim-de-semana muito bem passado em que a Desertuna ganhou os prémios de melhor tuna, melhor instrumental, melhor porta-estandarte, melhor pandeireta, tuna + real e tuna + público.

Saudações Académicas!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Está quase a chegar o VIII FESTUBI - Festival de Tunas da UBI!


O FESTUBI – Festival de Tunas da Universidade da Beira Interior, organizado pela Desertuna – Tuna Académica da UBI, trás à Covilhã algumas das Tunas mais conceituadas do nosso país. É um festival que de ano para ano vai crescendo e ganhando nome no panorama académico nacional, dado que na Beira Interior já ganhou o seu próprio espaço. Este evento, de 3 dias, faz movimentar todos os estudantes da Universidade da Beira Interior bem como toda a cidade da Covilhã, sendo um excelente cartaz cultural e turístico do nosso município, pois trás à cidade cerca de 200 estudantes de outras academias que enchem de vida o Teatro - Cine e as ruas da Covilhã.

Sendo esta, provavelmente, a última sessão do FESTUBI no actual edifício do Teatro, a Desertuna – TAUBI pretende dedicar uma sincera e reconhecida homenagem ao Teatro – Cine, pois foi nesse grandioso palco que decorreram sete das oito edições deste Festival de Tunas, marcando assim para sempre os corações de todos os elementos da Tuna e de todos os que tiveram o prazer de nele actuarem.

Certos de que não se trata do fim, mas sim o renascer de uma grande casa de espectáculos, desejamos longa vida e um próspero futuro para o novíssimo Teatro Municipal da Covilhã.
Fica então o convite para estarem presentes em mais um grande FESTUBI, e fazerem parte da alegria e festa que é apanágio deste Festival!

Que comece o VIII FESTUBI!